O que é o Randonneur? O que é Audax?

A modalidade Randonneuring é tão ou mais antiga quanto o Tour de France: remonta ao final do século XIX, quando grupos de ciclistas Italianos e Franceses completaram longas distâncias, com um tempo máximo determinado ou velocidade média específica. No Brasil, Austrália e Reino Unido a modalidade é conhecida como Audax, que também remonta ao significado em latim “audacioso”.

 

Ao longo da década de 1920, foram sendo estabelecidas as distâncias comuns a serem percorridas: 200, 300, 400 e 600km. Na década de 30, pedalou-se pela primeira vez por ciclistas não-profissionais (ou seja, de forma não-competitiva) os 1200km do Paris-Brest-Paris, percurso dos mais célebres da randonagem mundial.

 

Os brevês que os Inconfidentes Pedalantes promovem seguem o padrão dos Brevets Randonneurs Mondiaux, ou BRMs, nos quais há um tempo limite para se percorrer as distâncias propostas:

 

200km13h30min
300km20h
400km27h
600km40h
1000km75h

 

Acima dos 1000km, há percursos de 1200km, 1400km, 2000km e até 7000km. São os Les Randonneurs Mondiaux ou LRMs. Eles têm pré-requisitos específicos, sendo um dos mais comuns o cumprimento da série Super Randonneur – brevetar no mesmo ano os 200, 300, 400 e 600km. Em qualquer lugar do mundo, por qualquer clube.

Os resultados são homologados pelo:

Os regulamentos primam pela recomendação de que o ciclistas devem buscar a autossuficiência e de que os Brevets não tem qualquer cunho competitivo.

O desafio é pessoal e contemplativo.

Aos organizadores não é obrigatória:

  • nenhum tipo de estrutura física. Os organizadores são meros facilitadores do registro comprobatório de que o ciclista cumpriu determinadas distâncias no tempo e regras estabelecidas.
  • Sinalização do caminho. Os ciclistas recebem planilhas impressas e tem arquivos GPS disponíveis para download.
  • Oferecer resgate para quem “cansou” ou quebrou equipamento.

 

Porém, os organizadores brasileiros, em grande parte, oferecem algumas estruturas para facilitar a vida do ciclista pelo caminho:

  • água, frutas,
  • pontos de controle que registram o tempo e orientam sobre o caminho a percorrer.

 

Outros links:

 

Veja aqui o Calendário Nacional de 2017.

 

Mineiros do grupo Mais Aventuras na edição 2014 do Brevet Urbano do Rio de Janeiro:

Mais in Rio

Comentários via Facebook

5 Respostas

  1. Opa!
    Os Inconfidentes, quando puderem ter séries completas, pretendem deixar os randonneurs realizarem os brevets fora de ordem, ex, fazendo o 300 antes do 200?

    • Olá Rafael. Ainda estamos definindo nosso regulamento, mas provavelmente exigiremos que os randonneurs já tenham concluído brevets “prévios” seguindo a ordem de distâncias, com uma tolerância de até 1 ano calendário anterior. Por Exemplo: se inscrever para um BRM300 em 2016, já tendo concluído um BRM200 até 2015.

      Abraço

  2. Davidson Henrique dos Santos

    Me passa seu Whatsapp aí pra mim tirar umas duvidas com vc .

Deixe uma resposta